EXAMES REALIZADOS

PAAF (PUNÇÃO ASPIRATIVA POR AGULHA FINA)

PAAF (PUNÇÃO ASPIRATIVA POR AGULHA FINA)

O procedimento de Punção Aspirativa por Agulha Fina tem por finalidade obter células para pesquisa de neoplasias ou processos inflamatórios.


A PAAF é uma técnica minimamente invasiva de obtenção de células de órgãos e tecidos, principalmente para acessar diretamente órgãos superficiais (como linfonodos, tireoide e mama). Para órgãos com estruturas profundas, é utilizada a punção biópsia por agulha grossa, guiada por ultrassom ou tomografia.

O material coletado na punção aspirativa (PAAF) para análise citológica poderá ser enviado em esfregaços e/ou líquidos. Realizamos um bloco citológico sempre que há material suficiente. O bloco citológico (Cell-Block) consiste na inclusão em parafina de qualquer precipitado obtido por
centrifugação de escarro ou líquidos, seguindo-se de cortes histológicos. As colorações utilizadas de rotina são Papanicolaou, Giemsa e Hematoxilina-eosina.

- Esfregaços de PAAF (mama, tireoide e outros): são lâminas onde foram realizados esfregaços de líquidos retirados de punções. É recomendada a identificação do paciente e local da punção na extremidade fosca da lâmina para depois receber o material. É necessária a imediata fixação por imersão em álcool a 70%.

- Líquidos: o material deve ser colocado em frascos hermeticamente fechados, devidamente rotulados, com volume igual de álcool a 70%.


Para maior segurança, é essencial que o recipiente esteja identificado com o nome completo do paciente, além da descrição do material e sua lateralidade. Os esfregaços (lâminas contendo o material a ser examinado) devem ser acondicionados em recipientes com paredes rígidas para evitar danos.

A requisição médica é um documento e deve ser preenchido corretamente, com letra legível, deve estar assinada e conter o nome do médico solicitante, CRM, carimbo e seu telefone para contato.

Deve obrigatoriamente conter nome completo do paciente, idade, sexo, etnia, nome da mãe, antecedentes pessoais e familiares de relevância para o diagnóstico, identificação do material, topografia anatômica do mesmo e se for o caso, designação de marcações prévias (por exemplo, margens ou pontos para orientação do espécime).


Lembrar sempre de informar as hipóteses clínicas, resultados de exames de imagem relacionados e exames (anatomopatológicos ou outros) pregressos relevantes.

As amostras podem ser potencialmente infectantes até sua fixação. Devem ser manuseadas conforme as normas existentes. Informar ao LABPAC se houver risco infectante adicional (por exemplo: portadores de HIV, Hepatite C, etc).

Nossos agentes logísticos retiram os materiais nos Hospitais conveniados, estão preparados e treinados com Curso de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos – MOPP utilizando os meios necessários para sua segurança e do material.

Trabalhamos com um prazo máximo de 05 dias úteis para a entrega de resultados normais ou conforme contrato acordado. Exames de urgência em até 24h, em situações especiais esse tempo pode ser reduzido.

LABPAC
Rua Calixto da Mota, 72 - Vila Mariana
São Paulo - SP - 04117-100
Telefones: (11) 3284-2622 | (11) 3938-2724
recepcao@labpac.com.br
www.labpac.com.br

2016 | LABPAC | Todos os direitos reservados.